O que está buscando?

Atletas e técnico do Sesi-SP vão representar a seleção brasileira de atletismo nos Jogos Paralímpicos de Tóquio

A equipe de alto rendimento do atletismo paralímpico do Sesi treina na cidade de Santo André.

 Por: Elaine Casimiro, Sesi Santo André
20/08/202111:48- atualizado às 12:36 em 20/08/2021

Os atletas Lucas de Sousa Lima, 25 anos, e Marco Aurélio Lima Borges, 43 anos, e o técnico da equipe de atletismo paralímpico do Sesi-SP, Daniel Biscola vão representar o Brasil no maior evento esportivo paralímpico do mundo. Os Jogos de Tóquio começam no próximo dia 24 de agosto e vai até 5 de setembro. A modalidade, que conta com o maior número de atletas com 65 representantes e 19 atletas-guias, inicia as competições no dia 27 de agosto.

A convocação foi confirmada após a seletiva paralímpica realizada entre os dias 12 e 19 de junho. Daniel conta que é um sonho realizado, pois desde a época em que era atleta aguardava por esse momento.

“É a primeira vez que estou junto aos atletas convocados nesses jogos paraolímpicos. Como técnico já tive atleta convocados nas edições de 2008, em 2012 e 2016. Sonhei um dia chegar nos jogos quando era atleta. E agora estou realizando esse sonho de outra forma, como treinador dos meus atletas e da seleção brasileira. São muitos anos de trabalho e somos merecedores por estarmos aqui, tenho muito orgulho. Gostaria muito de poder, depois de voltar ao Brasil, compartilhar dessa alegria que nós estamos vivendo e quem sabe plantar o sonho em mais corações porque às vezes as pessoas pensam que estar nos jogos é algo muito distante, mas a gente pode ajudar de diversas formas representando ou ajudando a seleção como atleta ou treinador”, disse.

O técnico relata que agora o foco é direcionar o treinamento dos atletas para que eles possam ter o melhor desempenho possível durante as competições. “Está indo tudo muito bem, pelas avaliações e pelo comportamento que eu vejo durante os treinamentos. Meu principal objetivo é que eles possam fazer a melhor performance possível na competição, a melhor que eles já tiveram como atletas e espero que isso resulte em medalhas para eles para seleção brasileira”, declarou o técnico do Sesi.

Desde 2003 no time do Sesi, Marco Borges, conhecido carinhosamente como Marcão, é veterano nas Paralimpíadas chegando agora na sua terceira participação. Ele é um dos principais atletas na prova do arremesso de peso. Na seletiva Marcão conquistou a terceira melhor marca do ranking mundial. “A expectativa é a melhor possível. Eu acredito que hoje, apesar de mais velho, eu me encontro na minha melhor forma física e psicológica.  Quero brigar por medalha e fazer a minha melhor performance”, disse Marcão que é da classe F57 compete em cadeiras de rodas. Conquistou bronze no lançamento de disco e no lançamento de dardo nos Jogos ParapanAmericanos do Rio 2007 e já foi campeão brasileiro 11 vezes.

O velocista Lucas Lima fará sua estreia nos jogos. Foi o técnico Daniel que o convidou para conhecer o atletismo e desde de 2017 está na equipe. Ele disputará as provas de velocidade: 100 e 400 metros.

“Tóquio para mim é um sonho realizado. Todo atleta almeja participar dos jogos. A expectativa é a melhor possível. Estou muito feliz de representar a seleção brasileira, representar o meu clube que sempre cuidou de mim. Estou tranquilo, porém vem a ansiedade ao mesmo tempo. Sigo confiante e com pés no chão”, disse Lucas que é da classe T47, deficiência nos membros superiores. Atualmente, o atleta está na quinta colocação do ranking mundial, com grandes chances de medalha nos Jogos Paralímpicos de Tóquio.

Dias e horários das provas: 
27/08 às 0h37 | Lucas Lima - 100 Metros (Semifinal) 
02/09 às 22h34 | Lucas Lima - 400 Metros (Semifinal)
03/09 às 07h08 | Marco Aurélio - Aremesso de Peso Classe F57

Lucas Lima, Daniel Biscola e Marco Borges

Leia também